IPS: projeto uma nova perspectiva

De olho no crescimento do país e saída da crise econômica, o IPS está vislumbrando uma possibilidade de crescimento para sua marca e seus ex-alunos nos próximos anos, caso venham a se interessar pelo projeto que passaremos apresentar.

Mas por que incluir os ex-alunos nesse projeto?

O IPS não tem uma clínica formal, e está no seu planejamento estratégico para 2020 a criação dessa clínica, se possível, com uma expertise que o diferencie da concorrência.

Para isso, toda a estratégia de marketing digital está sendo concebida em cima de um diferencial, e que só pode acontecer com a participação de ex-alunos, os portadores desse diferencial.

A Educação Continuada.

Dentre as atualizações anuais oferecidas aos seus ex-alunos, duas são ministradas por pesquisadores europeus, o que confere um grande diferencial ao profissional.

É esse potencial que se pretende explorar. Divulgar o IPS, como a única clínica com profissionais em sintonia com as últimas pesquisas desenvolvidas na Europa, berço da psicoterapia.

Este marketing alternativo, objetivo e abrangente, explorando a competência dos profissionais envolvidos no projeto, fará frente a um marketing digital utilizado atualmente, onde todos os players, sem exceção, divulgam apenas os serviços que prestam.

Isso transformaria o IPS na única clínica com essa expertise a ser divulgada nas redes sociais e no Google, ao invés de divulgar seus serviços.

É sabido que os custos de marketing e publicidade, mesmo a publicidade digital quando desenvolvida profissionalmente, são extremamente elevados para um profissional, ou pequena empresa, principalmente quando se trata de campanha. Mas quando diluída entre vários profissionais, torna-se sustentável.

Essa é a estratégia para divulgação dos serviços de psicologia e só poderia ter sucesso com uma participação importante de parceiros, proporcionando a oportunidade de divulgação em larga escala.

Essa franquia não interferiria no atendimento privado que todos já praticam, e que continuaria em paralelo.

A participação do IPS só se daria nas suas próprias indicações.

Crescimento Econômico

O país começa a dar sinais de sair da crise econômica, com um crescimento de 0,6% no último trimestre terminado em setembro/2019 (ainda não foi divulgado o PIB do quarto trimestre), referente ao trimestre anterior (0,4%), surpreendendo até mesmo, os analistas de mercado.

Esta expectativa para o crescimento do país, que em julho/2019 era de 0,8%, deve ficar acima de 1,2%, podendo chegar a 3% em 2020, hoje estimado em 2,5%.

Esse crescimento proporcionou ainda em 2019, um aumento na geração de 948.344 empregos formais de janeiro a outubro, segundo o IBGE, podendo ficar em torno de 1 milhão de novas vagas ocupadas.

Se fosse possível inferir o aumento de empregos em 3% de crescimento do PIB, numa proporção direta, poderíamos esperar 2,5 milhões de vagas com carteira assinada em 2020.

O IBGE divulgou ainda, que o crescimento acima citado, foi puxado pelo consumo das famílias, exatamente o público alvo do psicólogo.

Por outro lado, pelos altos custos da publicidade citados anteriormente, o ritmo de crescimento do psicólogo é orgânico, ou seja, seu sucesso depende da indicação dos próprios clientes, incompatível com as possibilidades proporcionadas pelo crescimento econômico.

A pergunta que fica no ar: por que não acelerar o crescimento pessoal e profissional e buscar o sucesso de forma mais eficaz?

Por que não aproveitar mais uma fonte de indicação de clientes?

O projeto trata de uma franquia, onde o franqueado entra com sua clínica e o IPS com a promoção da marca, à semelhança das mais diversas franquias existentes no mercado, até mesmo, na área de psicologia.

Em nossa visão, a promoção pessoal dos profissionais é outro diferencial do projeto, que além de proporcionar o crescimento pessoal dos parceiros, alavanca a reboque, a própria marca, formando um circulo virtuoso tipo ganha, ganha.

Ganha o profissional e ganha a marca.

Na área científica divulgar a expertise é fundamental para a marca, de forma que o marketing terá a participação direta do profissional e a ele será dirigido. É essa publicidade que alavancará a marca, trazendo mais benefícios a todos: franqueador e franqueados.

Importante dizer que divulgar sua expertise é extremamente difícil para o profissional, assim como o é para o IPS, se não tem a expertise para divulgar, enquanto clínica.

A única forma de faze-lo, é na união de todos onde se pode divulgar a competência individual e coletiva através de uma instituição.

Oportunidade para o profissional e para a marca.

Mais detalhes do projeto serão demonstrados em encontros que se seguirão, caso seja do seu interesse.

Clique no botão abaixo e marque um contato para conhecer mais detalhes do projeto.

A Ilusão que Corrói a Vida: Uma Reflexão sobre a Depressão

por Ana Patrícia Peixoto
Psicóloga e Psicoterapeuta Biossistêmica

“Eu dou a impressão de que sou seguro, de que tudo está bem e em paz comigo, que meu nome é confiança e tranquilidade é meu lema; que as águas estão calmas e que estou no comando sem precisar de ninguém. Mas não acredite nisso tudo, por favor! É apenas uma aparência… E agora você poderia perguntar: Quem sou eu? Eu sou uma pessoa que você conhece muito bem, porque eu sou todo homem, toda mulher, toda criança… todo ser humano que você encontra.”

Continue lendo “A Ilusão que Corrói a Vida: Uma Reflexão sobre a Depressão”

O Trauma “está” preso no corpo

 

O Trauma está preso no corpoPor muito tempo o tratamento do trauma foi fortemente voltado para o “talking cure”, que é a pratica terapêutica mais conhecida e aceita desde o tempo de Freud, até os dias de hoje.

 

Isto acontecia devido o fato dos clientes traumatizados terem fortes reatividades emocionais e sofrerem de ausência de clareza a respeito da experiência traumática. Eles eram, então,  encorajados a recordar o acontecimento em si até quando não tivessem mais força emocional sobre as suas vidas presentes.

Continue lendo “O Trauma “está” preso no corpo”